10.4.08

Breve Análise Histórica dos Últimos Campeonatos

Se calhar será uma visão parcial (é-o certamente), mas não resisti a deixar a minha opinião acerca da viciação dos resultados dos últimos quinze anos do futebol português. Pelos vistos o Porto este ano até ganhou bem, no entanto o mesmo não se poderá dizer da superioridade que tem exercido num passado recente. Ou será que pode?
- Nas épocas anteriores não me lembro que alguém possa ter dito seriamente que o FCP tenha sido beneficiado. Em pleno fulgor do Apito Dourado, foram vários os jogos em que foi, isso sim, prejudicado. No entanto teve sempre o melhor ataque e em 2005/2006 a melhor defesa também, ficando o Sporting em 2º a 7 pontos. Quase sem qualquer penalty a favor, ao contrário do eterno queixoso Sporting, que daqui a dez anos ainda falará na mão do Ronny em Alvalade...
- No campeonato 2004/2005 tivemos o Benfica campeão, o que pelos vistos até poderá ter sido prejudicial para o próprio clube, segundo as mais recentes afirmações do LFV. No último terço de jornadas assistimos a um jogo com o Estoril no Algarve e a todas as queixas de um treinador revoltado, que se viu obrigado a perder um jogo quando "lutava" pela permanência; assistimos a arbitragens que incluíram penalties na Luz por sopros sobre o martelão norueguês que o Benfica tinha na altura; penalty no Restelo por uma mão que ressalta na perna do defesa a 30 cm do braço; penalty na última jornada do Bessa por um remate à queima quando o defesa tinha já a mão a proteger a face. Enfim, nesse ano o Simão parecia o Jardel a marcar golos... E o que disse o Paulo Bento há duas semanas atrás, enquanto justificava a diferenciação do FCP - "Nos últimos anos o Porto só não foi campeão num ano em que teve 3 treinadores e esse mesmo campeonato só foi decidido na última jornada!";
- 2002/2003 e 2003/2004 - os anos em que parece que fomos beneficiados contra o Beira-Mar e o Estrela da Amadora. Em que o mesmo Estrela da Amadora desceu de divisão. Jogos em que o próprio Jorge Coroado, sofredor anti-portista como poucos, não consegue afirmar que o clube foi beneficiado. Os anos em que fomos os melhores da Europa, com Mourinho e a sua equipa, da qual Scolari tanto beneficiou durante anos. Em que os segundo classificados acabaram a 11 e 8 pontos. Em que o Benfica e o Sporting foram humilhados nas suas próprias casas. Em que o Lucílio Baptista deixou 4 penalties por assinalar num SCP-FCP. Realmente o que importa reter é que o Mourinho rasgou a camisola do Rui Jorge e saiu impune...;
- Nos três anos anteriores a estes assistimos ao pior período do Porto. Fernando Santos e Octávio Machado são demais para qualquer clube! Ainda assim tivemos o Jardel a marcar pelo Sporting 14 penalties num ano; tivemos o Boavista que nem vale a pena falar no que toca a arbitragem; tivemos o José Soares do Campomaiorense e o Sr. Bruno Paixão a começar a dar cartas; mas tivemos sobretudo os tais dois treinadores muito fraquinhos...;
De 1994 a 1999 tivemos o Penta. Nunca como com Bobby Robson o Porto jogou tão bem. Foram dois campeonatos que o levaram a ele a Barcelona e o FCP às meias-finais da Taça das Taças e da Liga dos Campeões, em 1995 e 1996 respectivamente. Depois tivemos dois anos de António Oliveira e um de Fernando Santos com Jardel, Domingos, Jorge Costa, Zahovic, Edmilson, Artur, Deco, Doriva, Sérgio Conceição, Drulovic, Capucho, Vitor Baía de regresso... Toda a gente falava na altura nos novos cinco violinos, nos parabéns aos justos vencedores, etc.
No ano anterior foi o Benfica campeão e só me lembro que tinha de facto uma grande equipa e que o Porto tinha andado a dormir meio campeonato com o Ivic a colocar 10 defesas por jogo.
E assim temos os tais "últimos 15 anos de sistema", que são a vergonha do nosso futebol, completamente dominados pelo FCP. E pelos vistos a nota de culpa da Liga foi o suficiente para comprovar toda a responsabilidade do Sr. Pinto da Costa nessa vergonha. Nota de culpa essa, cuja origem está no processo Apito Dourado, reaberto por uma duvidosa magistrada, com base nas denúncias da idónea (pelo menos no que toca a acusações a terceiros) Carolina Salgado.
Discordo como é óbvio do discurso de Pinto da Costa contra "os vermes". Mas sinto também um certo nojo por alguns comentadores e jornalistas que não são capazes admitir que os seus clubes são mal geridos, mal treinados, que têm a pior equipa e que são muitas vezes beneficiados pelas arbitragens, como de resto é normal acontecer. Mas isto não aconteceu só este ano!!! Tiveram o Vale e Azevedo, o Manuel Damásio, o Manuel Vilarinho, o Dias da Cunha, o Santana Lopes e o Sousa Cintra entre tantos outros como presidentes. Tiveram o Manuel José, o Fernando Santos, o Toni, o Graeme Souness, o Carlos Manuel, o José Peseiro, o Materazzi e muitos outros como treinadores. Há comparação possível?!
Já não me lembrava de estar tão revoltado com o futebol e no entanto nunca tinha assistido a semelhante festival de superioridade.
A minha dúvida por estes dias é a seguinte: damos uma mão aos Vitórias, ou continuamos à procura da maior vantagem de todos os tempos?

2 comentários:

Johny disse...

Esqueci-me das "" no "Breve" do título...
Só agora li a "Nortada" de Miguel Sousa Tavares. Somos de facto a família a que ele se refere e a nossa sintonia em tantos pontos é a prova disso.

Pedro C. Azevedo disse...

José Hermano Saraiva não faria melhor!